Como Fazer Sutiã de Sereia - Tutorial Top Mermaid - #Mermaid #RaveBra

Hi Guys, Let's Make a Mermaid Top or Rave bra? Oie, H-Sama aqui! Vamos aprender como Fazer um top de Sereia?

Tuesday, June 28, 2011

Criticam o seu jeito de ser?



As pessoas criticam muito seu modo de ser ?



Não.
Muito não. Porque ser assim é uma coisa esperada de mim.
Mas sempre tem gente que critica. E sempre terá. E isso é um charme.
Aliás, sempre teve e sempre existirá oposição à tudo no mundo.
É normal ser criticado.


PRECONCEITO
MUITA gente tem preconceito com o jeito otaku de ser, de gostar de kimonos, música oriental...
Acham estranho. Diferente.
Mas não tem nada errado de gostar de coisas diferentes. Ninguém é igual! E isso é interessante!

Eu gosto também de música chinesa, árabe e indiana -e algumas de outras culturas..
E também gosto de roupas diferentes, coisas assim...

Como eu tenho uma aparência considerada exótica eu acho que as pessoas aceitam melhor isso em mim.
("isso" de ser diferente elas acham que é por conta do meu sangue.)


Eu também falo dessas coisas como se fosse a coisa mais natural do mundo, daí a pessoa fica sem saber como dizer que akilo é estranho.

-Se dizem que é "estranho" eu pergunto com cara de surpresa: "Você acha? Mas hoje em dia todo mundo conhece!!"
Varia muito como eu falo de acordo com cada pessoa:

1. Se for uma pessoa mais velha. Digo a ela que é uma mania de jovens. Como era na época dela o National Kidd e Cavaleiros do Zodíaco (eles geralmente entendem).

2. Se for uma pessoa ignorante, eu explico tudo tim-tim por tim-tim. Porque acredito que a pessoa não gosta porque não conhece. Ninguém é obrigado a saber de tudo. Você precisa respeitar isso também. Não é porque a pessoa é pobre ou ignorante que ela não vai gostar. 

CAUSO 01 = Uma vez dentro do ônibus eu estava lendo mangá. Uma senhora (tipo empregada doméstica) prestava atenção. Ao invés de ficar puta como eu ficava como era adolescente, sorri.
Com o sorriso ela sentiu a brecha e me encheu de perguntas sobre o mangá, porque lia de trás pra frente, se era romance, como era a história. No fim ela disse que achou muito interessante e que também lia histórias em quadrinhos mas nunca tinha visto um assim "mais de adulto". Ela perguntou se conseguiria ver em qualquer banca e disse que compraria um pra testar -só não sabe se conseguirá ler de trás pra frente. Ou seja, mais uma leitora de mangá vindo aí. OTAKUS WIN!

3. Se for uma pessoa mais nova dou um sermão sobre preconceito e respeito e digo que ela não tem vida por não saber nada de atualidades. Todo mundo com algum dinheiro e menos de 18 anos conhece mangá, povo. Digo que ela deveria passar menos tempo no msn e que ela está perdendo a juventude como uma pessoa-velha.Falo das 15mil pessoas na Anime Friends... Daí a pessoa termina achando legal também (ou que ela está desinformada).


Acho que quando se chega aos 25 anos e sempre sendo "a estranha" já é esperado isso mesmo... Seria estranho da MINHA parte ser "normal".

Marimoon
Penso que a Marimoon seria um exemplo bem conhecido disto. Ela sempre foi única ("estranha") com suas roupas e seus cabelos, se ela parecesse "certinha" seria estranho da parte dela. ela não teria seu charme.


CAUSO 02= Uma vez eu me enchi de coragem e fui de usamimi pra faculdade -esperando alguma reclamação- NINGUÉM DISSE NADA.
No fim das aulas o coordenador me chamou e perguntou se aquilo na minha cabeça eram orelhinas...Antes que eu respondesse ele mesmo disse," AHHH é um lenço.." - "Ficou uma graça"
então, eu que estava preparada pra briga, fiquei de queixo caído dele ter gostado. OTAKUS WIN!

A minha dica é:
 você deve ignorar o povo que critica por criticar. Sabe? Maldosamente.
Mas prestar atenção em críticas de pessoas que querem colaborar com você. (mas não é fácil, viu?)

ajudei?
Leia também: Pode Falar! (clique aqui) e Toma Amansa Cobra

27 comments:

  1. Ah isso sempre é um problema... meus pais acham estranho o pessoal na faixa dos 20 fazer cosplay e tal... tanto que eu tenho que me virar pra fazer um cosplay quando eu quero... pq as vezes acham meio... desnecessario... mas aos poucos eles estao compreendendo melhor

    ReplyDelete
  2. E meio chato quando alguém fala que anime e coisa de criança e tals, fica falando mal da gente ou falando que não gosta por achar uma pessoa estranha, isso acontece sempre comigo ^^' tem gente que vive falando mal dos outros sem nem antes conhecer ^^"
    Ser diferente não e uma coisa ruim, acho que ser igual a todo mundo que e.
    Tenho frescura com isso, tipo, mesmo eu gostando de algo que eu queira comprar, depois começa a todo mundo ficar usando, aquela coisa de modia, onde vai, ve alguém usando, ate desisto de comprar e talls, mesmo que gostando ._.'

    ReplyDelete
  3. pode soar meio simplório, mas eu me sinto super feliz de ler algo assim! até porque eu mesma às vezes deixo de fazer algumas coisas mais "otaku" por medo de ser criticada.
    pessoas como você fazem com que eu me lembre que não estou sozinha e me dá coragem, haha
    aliás, amo o blog!
    beijoos

    ReplyDelete
  4. Uma vez vi uma senhora lá pelos 60 anos, um tipo bem simples, lendo Paradise Kiss no onibus!!! Fiquei impressionada!

    ReplyDelete
  5. @Jiyake-chan

    Olha, com 11 anos ninguém sabe costurar bem
    com 15 anos você não tem dinheiro
    com 20 você está velha demais...

    sabe, eu ainda não entendi a idade ideal que as pessoas dizem ser a idade do cosplay...
    Se você descobrir me diga!

    ReplyDelete
  6. @[Yoko] Julia Team

    Olha, tem gente que é meio estranha hahaha
    mas tem isso nos otakus, tem nos funkeiros, tem nos sertanejos...

    tem em todo lugar.
    Eu acho que algumas pessoas otaku fazem "coisas erradas" e por isso toda uma tribo toma má fama

    ex: garotos que se diziam cosplayers e que iam fugir de casa, rpgistas que são assassinos e meninas-de-toalha.

    Daí as pessoas falam mal mesmo.


    ---------------

    Também odeio usar coisa modinha hahaha
    quando o povo começa a usar, eu já usei muito e acabo enjoando. risos.
    acabo sempre "fora da moda"
    -eu digo que sou uma pessoa brega. hahahah

    ReplyDelete
  7. Cosplay é se divertir, é sonhar e também é tornar este nosso mundo tão chato, em um mais interessante, assim não há idade ideal! É isso que eu penso ^^

    ReplyDelete
  8. @secondhandme

    não deixe de fazer as coisas por causa de povinho mesquinho.
    Você tem que fazer. Arriscar.

    Pode dar tudo errado, mas também pode dar tudo certo.

    --------
    Ano retrasado um monte de gente em evento de anime me chamavam de feia...
    Do nada me deu a louca e eu me inscrevi num concurso de Miss.

    Ganhei e terminei na FINAL do meu estado.
    A menina que levou a coroa daki ficou entre as 10 finalistas do Miss Brasil
    e a atual Miss Brasil é outra menina que nasceu aki no estado e se mudou só pra ser Miss.
    Arriscaram e deram certo.

    Um monte de gente fala delas. Monte...
    Mas se você for ficar dando atenção nunca faz nada.

    ReplyDelete
  9. @Anônimo

    vocÊ ACHA que eu negona quando velha vou pintar o cabelo?
    vou deixar ele brancão e só atender se me chamarem de tempestade!

    -bom de ficar gagá é isso. Poder fazer o que quiser

    ReplyDelete
  10. POw mais complicado ainda é porq sou adepto do movimento VK' no dia dia vou normal social pro serviço , fins de semana e eventos vivo de Vk' unha pintada e tals, galera dos erviço que tem meu orkut falam se eu nao tenho medo de perder emprego e tals.. poh no japao galera usa Vk' em qualquer lugar aqui é esse preconceito do caramba!!

    ReplyDelete
  11. Idade pra cosplay? Pro pessoal mais velho que não tem conhecimento aprofundado usar cosplay é a mesma coisa que uma simploria fantasia de carnaval... fica fofo em crianças e em adultos fica estranho... sabe o problema das pessoas daqui é o fato de se abrirem a novas culturas mas nao por completo... comida japonesa é legal... mas cá entre nos... se alguem sair com um kimono na rua ninguem vai estranhar? sei ¬¬
    Esse é o problema...

    ReplyDelete
  12. @Jiyake

    nossa ji
    isso de kimono na rua é um problema.
    Uma vez andei no bairro da liberdade usando Yukata. (queria tirar fotos lá)

    TODOOOOOOOOS os japoneses gostaram- acharam super legal de eu ter vestido direitinho. Várias Oba-chans elogiaram (coisa que eu achei que não fariam)
    e daí, teve um brasileiro, negro-mestiço como eu, dizendo se eu não tinha vergonha de ser preta usando essa roupa. Que eu devia ter orgulho do meu país.
    NEEEEEEEEEEEEEE
    só porque eu gosto de usar kimono eu não tenho orgulho do meu país? NADA A VER.

    TENHO SUPER ORGULHO DO MEU PAÍS E NÃO MORARIA EM LUGAR NENHUM QUE NÃO AQUI, mas acho kimonos lindos.
    São roupas bonitas e só.
    Acho o máximo e tenho inveja das meninas estrangeiras que tem clubes de kimono ou que se vestem assim em festas e tals. Acho muito estiloso mesmo.

    ReplyDelete
  13. Aqui em Floripa nunca tive grandes problemas em usar Lolita(tirando um ou outro engraçadinho na rua, mas isso vc escuta pelo simples fato d ter nascido), até consegui um freela por conta disso ^^' .

    Acho que a questão é mais ignorar mesmo. Não seja antipático, responda as perguntas de quem tem curiosidade e sempre ande com uma sombrinha em casos de emergência ò.ó/ (tá, não batam em pessoas na rua com sombrinhas, isso é feio xP)

    ReplyDelete
  14. É isso ai, preconceito vai pro submundo -_-

    Outro dia mesmo, eu falando la na faculdade com um amigo meu sobre animes, veio uma amiga dele, daquele tipo bem...sabe...então (Se é pra ter preconceito, vamos la xD)

    ela vem, ouvir a conversa, fofoqueira, pela metade, e no final "ai, vcs veem isso? que coisa de retardado!"

    eu virei e falei "retardada é vc filha, que vem pra faculdade de mini shorts ou mini saia, e se acha gostosa" ela pegou e saiu 8D

    ah eu hein ¬¬
    não sabe, não fala!
    ou pelomenos respeita -.-

    ReplyDelete
  15. Ja fui de kimono pro shopping com uma amiga minha esse ano, final do carnaval, pessoal todo que passava por nós caia na risada, a gente pegava e ria junto, deixava eles sem graça XD

    dai passando em frente ao restaurante japones, a mulher chamou nós duas "nossa, que fofas vocês duas, poderiam fazer propaganda do restaurante"

    a gente agradeceu falou com ela e talz e saiu ahuahauahuh

    foi legal XD

    ReplyDelete
  16. Ah, e tenho certeza, que se eu andasse com vestido lolita aqui no rio, pelomenos por onde eu moro e até nos shopping, eu ia apanhar -_-'

    pessoal aqui é muito nojento cara (NÃO TO GENERALIZANDO, AFINAL EU SOU CARIOCA TAMBEM PO ¬¬)
    falando de grande maioria...

    ja pensei varias e varias vezes em sair com o uniforme da Sakura (Sakura card captor) pra escola, na epoca, mas só pensei mesmo xD

    ReplyDelete
  17. uma vez fui pra liberdade com o uniforme de jigoku shoujo (Hell Girl)

    NUNCA me pararam tanto na rua. Um monte de menina japonesa que trabalham nas lojas pediram pra eu ir lá mostrar o uniforme pras colegas de trabalho porque era assim o uniforme delas de inverno.

    Muitas senhoras passaram a mão no uniforme porque pensaram que era de lã (como os japoneses) e muita otaku pegou o meu email e site.
    -nunca vendi tão uniforme!! Risos.

    ReplyDelete
  18. @Gaby

    acho que o rio adotaria de braços aberto o estilo gyaru.

    o brasil como um todo teria mais resistência ao jeito lolita.

    ReplyDelete
  19. Sei pelo que passam... sou do RJ também... até em dia de evento... não teve UMA vez que fiquei em fila de evento presenciando outras pessoas nos tratando como retardados...
    Essa do cara falar que isso é falta de orgulho do país... se for assim também não pode tomar coca-cola pq é de origem norte-americana :P (acho que é norte-americana)

    ReplyDelete
  20. Em São Paulo, tem tanta gente tentando se diferenciar, que as pessoas não tem mais esse preconceito que ser diferente e tal! Acho que isso é muito bom, mas ainda tem os funkeiros que perturbam TODO MUNDO o que me deixa p da vida!!!! ><

    Kissu kissu ^3^
    Ori
    http://kaorimatsumoto.blogspot.com/

    ReplyDelete
  21. Não pelo meu jeito de ser,
    mais pela minha aparência,
    pq sou magra ;-;

    ReplyDelete
  22. @Nessaloopes

    nessa, querida
    ninguém é magra demais.
    vai por mim que vc deve estar bem

    ReplyDelete
  23. é legal nos vestir como gostamos, mas tem hora pra tudo, né?
    Não dá pra um juiz ir com o look de motoqueiro dele pro fórum, ele vai polidamente vestido e deixa o estilo wild rider pros fins de semana (conheço um caso assim).
    Também não dá pra ir igual uma perua pra feira, cosplay num velório ou roupa de praia numa igreja.
    As pessoas criticam pq julgam o que usamos impróprio para a ocasião. Ou ainda, pq o ser humano é naturalmente resistente ao que é diferente, porém também é curioso e se acostuma. Mas quem são elas pra julgar se a ocasião é imprópria? use o que quiser mesmo! só não abuse.

    ReplyDelete
  24. @Aqualye

    nossa! Falou tudo!
    Isso é muito importante também.
    Saber se vestir do jeito correto é uma maneira de respeito também.
    Não tem como você enfiar o seu estilo goela abaixo das pessoas.

    eu mesma não gosto de cosplayers/pastores/etc em shoppings fazendo algazarra.

    ReplyDelete
  25. Nossa amei esse post!
    Agora vou contar uma coisa que aconteceu comigo...
    Eu estava na escola procurando no computador de la se tinha kimono yukata pra comprar na Liberdade (lembra daquela foto do yukata vermelho?) ai eu achei essa foto do kimono ai chegou um menino e falou assim
    eh aquele vestidão japones??que feio!
    nem olhei pra cara dele pq sei que tem menina que tambem ja usou kimono e usa e adora!
    agora quando eu for na Liberdade vou comprar meu kimono e fazer meu kanzashi e na segunda vez que eu for vou "made in japan" kkkkkk
    (sl tem gente que pergunta se meu pai eh japones ou minha mae pq eu tenho o olho um pouco puxadinho mas não sou descendente...)mas enfim vou de kimono e tudo!
    P.S.:Me animei quando vi seus comentarios de que vc foi pra liberdade de kimono e etc
    bjsbjs

    ReplyDelete
  26. @Luiza

    Aki no trabalho um cara me viu com o pc aberto vendo kimonos tbm.
    Ele falou como se fosse super estranho, fazendo caretas de nojo:
    C- ah mas você gosta de kimonos? É kimono, né?
    H- sim. (com a cara mais óbvia do mundo)
    C- como assim?
    H- "como assim" eu gosto de kimonos.
    C- aah, mas vc teria coragem de usar um? (cara de nojo)
    H- claro, já usei várias vezes.
    C- É sério?
    H- É sério. É uma roupa normal, só que importada.
    C- ahh tah. Mas não fica estranho?
    H- tão estranho quanto verde-limão. Mas tem quem goste. Eu fico linda.

    ReplyDelete
  27. Eu já me acostumei bastante com coisas diferentes que dificilmente acho algo estranho.
    Eu nunca espero isso das pessoas mas os jovens que conheço tem uma cabeça muito boa pra isso que eu fico pasma (não uso roupas diferentes por falta de grana por isso sou pega de surpresa), claroo que sempre tem os idiotas de plantão mas eu ignoro pois sei que são ignorantes,idotas e sem futuro,não estou generalizanto,é fato.
    O que aconteceu comigo é que ano passado fui pela 1/ vez a um evento,o da cidade,(e só deu a noob lá).Fui com minha mãe pq ela é super protetora e diferente do que imaginei ela compreendeu,gostou e disse que é algo saudável,sabe,eu morro num bairro,melhor,cidade,que oq mais tem é tráfico então antes gostar de coisas diferentes que virar bandido,e gosto não quer dizer carater,alias eu quero ser desenhista então eles meio que já engoliram isso.Perguntei se ela achava que isso era coisa de criança e tal ela falou:Mais e quem desenha isso é criança?
    Era tudo oq eu queria ouvir. (até sitei de um cos que um senhor fez do 3/hokage,ela disse que combinou com o personagem XD que sorte a minha,por ela sei que posso morrer de cosplay).

    ReplyDelete

H-SAMA.com: STYLE and HOBBIES!
O blog se alimenta de comentários, se você não comenta, o blog fica com fome e pode até morrer! Não deixe o H-Sama blog morrer! COMENTE!

TODOS os comentários serão lidos, respondidos com carinho.
Dentro de alguns minutos seu comentário estará no ar (volte pra ver!)

+++

All comments are read and will be on air. Come back to see it.
The blog is fed with comments. If you don't feed it, it can die. Don't let this blog die. Comment.